terça-feira, 11 de setembro de 2007

Elogios a Portugal

Tomaz Morais

“O melhor jogo da nossa carreira”
“Estamos muito orgulhosos pelo jogo que praticamos hoje. O resultado está dentro das expectativas, praticamos um óptimo râguebi, contribuímos para um bom espectáculo e a Escócia, que é um adversário de grande nível, teve de lutar muito para conseguir vencer. Estou convencido de que, com muito trabalho, o nosso futuro é muito promissor. Este foi o adversário mais forte que defrontamos até hoje e também foi o melhor jogo que fizemos na nossa carreira”.
___________________________________________________________________
Em relação ao ensaio anulado...
“A mim pareceu-me que é uma óptima jogada, uma óptima pressão e um óptimo ensaio, mas só vendo a repetição é que poderei avaliar. Mas aqui os valores do râguebi falam mais alto e devemos respeitar as decisões tomadas”.
___________________________________________________________________
Consequências da boa exibição de Portugal...
"Parece-me que temos uma excelente margem de evolução. A equipa tem falta de traquejo a este nível e isso notou-se ao concedermos alguns ensaios muito fáceis. Agora, temos a Nova Zelândia, um jogo que não é comparável e para o qual vamos tentar manter a estrutura da equipa”. "
___________________________________________________________________
Frank Hadden, seleccionador escocês “Jogaram muito bem”
No fim do encontro, o técnico escocês não poupou elogios ao desempenho dos portugueses: “Portugal fez um grande trabalho. Jogaram muito bem e obrigaram-nos a um grande esforço para conseguirmos vencer. Foram uma boa surpresa, nunca esperamos que aguentassem o jogo todo. Estávamos à espera que quebrassem ainda na primeira parte e isso não aconteceu. Pelo contrário, lutaram sempre e com grande nível”.
___________________________________________________________________
Gavin Hastings, ex-capitão da Escócia “Podem ter orgulho da vossa selecção”
O antigo internacional escocês, ainda recordista de pontos marcados em jogos da Taça do Mundo (227) e que disputou alguns torneios do Lisboa Sevens, também se associou aos elogios à equipa portuguesa: “Portugal tem uma grande equipa, que jogou com muito coração, um grande empenho e muita paixão. Hoje, os portugueses mostraram que merecem estar a disputar a Taça do Mundo e podem estar orgulhosos da sua selecção”.
------------------------------------------------------------------------------------------------
JORNAIS INTERNACIONAIS
La Tribune
“A Escócia venceu sem convencer frente a Portugal”. O jornal francês enalteceu o desempenho da selecção portuguesa, amadora, frente aos profissionais escoceses e notou “a técnica de passe trazida dos sevens”, acrescentando: “Reduzidos a 14 unidades, os portugueses, liderados pelo incansável capitão Vasco Uva, não sofreram nenhum ponto”.

BBC on-line
No sitio do prestigiado órgão de informação inglês, pode ler-se: “A Escócia venceu o seu jogo de abertura, batendo o estreante Portugal por 56-10. Os ibéricos, com apenas dois profissionais, podem reclamar uma vitória moral por terem obrigado os escoceses a lutar por cada ponto”.

L’Equipe
O diário desportivo francês não deu grande destaque ao jogo de Portugal, mas a versão on-line trás, na coluna "o olho de Laurent Bénézech, pilar e ex-internacional de França, um curioso comentário: “A selecção portuguesa, nos últimos seis meses, fez mais pelo râguebi no seu país do que 20 anos de políticas da International Rugby Board”.


Fonte: Jornal O Jogo online